Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

* Padrinhos de Portugal *

* Padrinhos de Portugal *

Testemunho da madrinha Isabel na visita a Moçambique

A madrinha Isabel foi uma das madrinhas que me acompanhou na minha última visita a Moçambique, aqui fica o seu testemunho:

 

"Na vida há, de facto, coisas que não têm preço. E, depois, há aquelas às quais damos um valor que não têm.

Quando decidi ir a Moçambique estava convencida de que levava muito para dar. Não só na bagagem, mas também uma parte de mim. Par dar. Tinha, há muito tempo, uma enorme vontade de conhecer no terreno o projecto dos Padrinhos de Portugal, de “ver ao vivo” os retratos dos meninos que a Catarina nos enviava por email e de ouvir na primeira pessoa as suas histórias. É que apesar da “proximidade” que a Catarina cria connosco, a verdade é que a distância é grande, demasiado grande.

Este ano decidi ir e não poderia ter feito melhor escolha!  E eu que ia para dar, fartei-me de receber!

Logo à chegada, recebi um côro de sorrisos e abraços que me embargou a voz e apertou o peito. De repente, ali estava eu, em Marracuene, com os meninos que há anos desfilavam no monitor do meu computador… e que agora ganhavam corpo e voz. A simplicidade como tudo funciona, a alegria que nos contagia, as rotinas do Centro, os sorrisos de quem por lá trabalha para que tudo possa “acontecer” e aqueles meninos! Aqueles meninos! Percebi, finalmente, a verdadeira dimensão deste projecto e a diferença que faz na vida destas crianças. Como dizia no início, há coisas que não têm preço!

Percebi o quão importante são as contribuições mensais dos padrinhos, mas também como são importantes uma carta, uma fotografia, um telefonema que lhes possamos fazer chegra. Gostam de saber quem somos, o que fazemos, quantos são em nossa casa. Gostam de saber que nos lembramos deles, que nos preocupamos. Gostam de saber que estamos perto, mesmo estando longe.  Sei que não é fácil “encaixar” estes meninos no nosso dia-a-dia, mas percebi que tenho de o fazer. É de facto importante e, claro, não tem preço!

Como não tem preço o que nos ensinam. Que a vida é bem mais simples e descomplicada do que imaginamos. Qua há coisas às quais damos, sem dúvida, uma importância e valor que não têm ou que não podem continuar a ter.

Eu que ia para dar, dei por mim a receber.

A mala de viagem voltou quase vazia e já está desfeita, ao invés, eu trouxe os bolsos cheios de histórias para contar e uma enorme vontade de voltar!"

56496353_2197761213637097_5815980696308547584_n

 

Mais sobre mim

foto do autor

Este projeto começou em Novembro de 2002, depois de ter estado dois meses a trabalhar como voluntária na Cidade da Beira, em Moçambique, junto de crianças extremamente carenciadas. A vontade de fazer algo mais e com uma maior continuidade, levou a que surgisse a ideia de montar um semi-internato no Alto da Manga, um bairro localizado no mato, acerca de quinze quilómetros da Cidade da Beira. Comecei por pedir a ajuda de um padre e de uma freira locais, que se responsabilizaram desde logo pela gestão do projeto no terreno, e iniciei então a seleção de dez crianças oriundas de famílias bastante desfavorecidas. O projeto começou com 10 crianças e 10 padrinhos. Atualmente são 600 e o esforço que tem sido feito tem levado a que muitos destes meninos tenham capacidade para entrar no mercado de trabalho. Catarina Serra Lopes padrinhosdeportugal@gmail.com
Com 40€ mensais pode pagar as despesas de saúde, uma refeição diária, livros, cadernos, lápis, canetas, matrícula, propinas e farda, a uma criança de Moçambique que dificilmente o poderá fazer sem a sua dádiva.
De forma a potenciar a Associação e a encetar novos projetos, complementares ao apoio às crianças, os Padrinhos de Portugal aceitam contribuições esporádicas de empresas e particulares, sem ser necessário um apadrinhamento permanente. Para efeitos fiscais é passado um recibo ao abrigo da lei do mecenato
Contribua através: NIB - Número de Identificação Bancária 0010 0000 42292330001 85 IBAN - Numero Internacional de Conta Bancária PT50 0010 0000 4229 2330 0018 5 SWIFT/BIC BBPIPTPL

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D