Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

* Padrinhos de Portugal *

* Padrinhos de Portugal *

Testemunho de Pedro Venâncio

"Foi com alegria e agrado que no passado mês de Maio no ambito da expedição humanitária a Africa entitulada, Trans African Air 09 - Humanitarian Expedition, que me reuni em Maputo com a Francisca Paulo e o meu afilhado Arnaldo. Juntamente com eles estavam a mãe do meu afilhado, outro menino e o responsavel do centro de Marracuene. Durante este encontro, não só eu como todos os participantes no TAA09, tiveram a oportunidade de constatar realmente todo o excelente trabalho desenvolvido pelos Padrinhos de Portugal em Moçambique, nomeadamente em Marracuene. Desde esta reunião e falando como mentor dos projectos humanitários aereos em Africa, ficou como objectivo fundamental do TAA09 a cooperação dos pilotos envolvidos no projecto com os Padrinhos de Portugal, pois dois deles viajam periodicamente para Maputo. Enfim, constatamos que os Padrinhos de Portugal são uma organização de solidariedade humanitária de louvar e que o futuro desta organização será brilhante pois tem recursos humanos excelentes e o trabalho já desenvolvido é fantástico.
 
Um Bem Hajam
 
Pedro Venancio"

Trans African Air09 em Moçambique

Dia 1.05.07  :  Trabalhámos. Fui buscar uma mala que a amiga Tia Paula Horta da TAP, nos mandou, com mateial escolar para a Creche assim como umas roupinhas e brinquedos. No Centro entregámos as encomendas, tiraram-se as fotos e todos os meninos escreveram ou desenharam para os Padrinhos.
Entregámos os uniformes.  Dos 35 meninos já apadrinhados (cujos padrinhos me informaste em Fevereiro) e que tiraram medidas para os uniformes, que já estão prontos, apenas apareceram 17, que irão começar amanhã.  Tivemos uma reunião com os encarregados para informar das normas do centro e da colaboração que deles esperamos. Tirei fotos de todos os meninos vestindo o seu uniforme, que depois te mandarei.
Trouxe comigo para Maputo o Arnaldo Palate, de 3 anos e sua mãe Salina, para conhecerem o Padrinho Pedro Venâncio. Houve um enorme atraso pois o padrinho e sua equipe tiveram problemas nâo só com o rádio de um dos aviões, como estiveram muito tempo retidos no aeroporto pois tiveram muitas dificuldades devido à grande quantidade de medicamentos que traziam.
Foi um encontro muito giro, a maior parte da equipe esteve connosco, foi uma festa tremenda, muitas fotos, muita alegria. Foi-nos entregue soro e material para primeiros socorros, foi-nos prometido muito apoio, em todos os aspectos, não só pelo Pedro mas também pelo médico Carlos Cyrne - que dissémos quais as nossas necessidades. Carlos ofereceu-nos lápis, esferográficas, borrachas - creio que o suficiente para os próximos 2 anos e que encheu uma caixa de 5 resmas de papel de impressão. A equipe desta expedição entregou-me 140 € para ajudar a mãe do Arnaldo, que é viúva e tem 5 filhos.
Eram 9 da noite quando arranquei para Marracuene, pois já não havia transportes, para levar o menino e sua mãe de volta.
Visita o blog da expedição e verás algumas das muitas fotos tiradas.

Mais sobre mim

foto do autor

Este projeto começou em Novembro de 2002, depois de ter estado dois meses a trabalhar como voluntária na Cidade da Beira, em Moçambique, junto de crianças extremamente carenciadas. A vontade de fazer algo mais e com uma maior continuidade, levou a que surgisse a ideia de montar um semi-internato no Alto da Manga, um bairro localizado no mato, acerca de quinze quilómetros da Cidade da Beira. Comecei por pedir a ajuda de um padre e de uma freira locais, que se responsabilizaram desde logo pela gestão do projeto no terreno, e iniciei então a seleção de dez crianças oriundas de famílias bastante desfavorecidas. O projeto começou com 10 crianças e 10 padrinhos. Atualmente são 600 e o esforço que tem sido feito tem levado a que muitos destes meninos tenham capacidade para entrar no mercado de trabalho. Catarina Serra Lopes padrinhosdeportugal@gmail.com
Com 40€ mensais pode pagar as despesas de saúde, uma refeição diária, livros, cadernos, lápis, canetas, matrícula, propinas e farda, a uma criança de Moçambique que dificilmente o poderá fazer sem a sua dádiva.
De forma a potenciar a Associação e a encetar novos projetos, complementares ao apoio às crianças, os Padrinhos de Portugal aceitam contribuições esporádicas de empresas e particulares, sem ser necessário um apadrinhamento permanente. Para efeitos fiscais é passado um recibo ao abrigo da lei do mecenato
Contribua através: NIB - Número de Identificação Bancária 0010 0000 42292330001 85 IBAN - Numero Internacional de Conta Bancária PT50 0010 0000 4229 2330 0018 5 SWIFT/BIC BBPIPTPL

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D