Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

* Padrinhos de Portugal *

* Padrinhos de Portugal *

Festas de Anos, Cartas e Encomendas

Olá padrinhos,
Da minha visita a Moçambique, gostaria também de focar os temas seguintes:
Encomendas:
Infelizmente a equipa em Moçambique (tanto em Maputo como na Cidade da Beira) ainda não conseguiu resolver o problema das taxas alfandegárias e ainda agora tive que pagar perto de 200 euros para levantamento de meia dúzia de encomendas.
Eu sei que muitos padrinhos gostam de enviar presentes em vez de dinheiro para que estes sejam comprados, mas fica muito caro tanto o envio como o levantamento das encomendas. 
Festas de anos: 
Estamos a ter alguns problemas com as festas de anos dos meninos. Há padrinhos que enviam dinheiro para estas, outros não. Claro que todos percebemos que alguns padrinhos têm disponibilidade para isso, outros não. Todos percebemos menos as crianças que como crianças que são, não compreendem porque é que uns meninos têm festas de anos com bolo, sumos etc.... e elas não.
A equipa em Moçambique é apologista de se deixar de fazer festas de anos para todos, de forma a que uns não se sintam desprezados, eu na minha opinião pessoal, acho que é uma pena privar alguns por causa de outros.
Concluindo: quem puder contribuir com mais uns 30/40 euros para a festinha do seu afilhado, uma vez por ano, vai fazer uma criança muito feliz.  Quem não puder, pode enviar pelo menos uma carta, uma foto sua?
Cartas e fotos:
Nunca é demais voltar a salientar a importância que tem para estes miúdos receberem cartas e fotos dos padrinhos. Todos eles vêm de familias completamentes destruturadas, sem pais, sem mãe, muitos deles desde a nascença. Muitos deles sofreram maus tratos, vivem em condições da mais completa miséria sem espaço para amor ou carinho.
A falta de afecto é imensa e os padrinhos são muitas vezes o seu único "porto de abrigo". Estão sequiosos de saber noticias, umas linhas escritas numa carta, uma foto.
Fizeram-me tantas e tantas perguntas sobre todos vós... perguntas que não sei responder, respostas que estive quase a inventar para que aqueles miudos ficassem mais felizes.
Eu sei que todos temos uma vida complicada, cheia de afazeres profissionais, familiares e que o tempo não estica, mas quem tiver um tempinho livre e puder enviar de vez em quando uma carta, uma foto, ao seu afilhado vai fazer um miúdo muito feliz. Eles precisam de ir à escola, de comer, de roupa, mas precisam também tanto de carinho....
Bjs
Catarina

 

Mais sobre mim

foto do autor

Este projeto começou em Novembro de 2002, depois de ter estado dois meses a trabalhar como voluntária na Cidade da Beira, em Moçambique, junto de crianças extremamente carenciadas. A vontade de fazer algo mais e com uma maior continuidade, levou a que surgisse a ideia de montar um semi-internato no Alto da Manga, um bairro localizado no mato, acerca de quinze quilómetros da Cidade da Beira. Comecei por pedir a ajuda de um padre e de uma freira locais, que se responsabilizaram desde logo pela gestão do projeto no terreno, e iniciei então a seleção de dez crianças oriundas de famílias bastante desfavorecidas. O projeto começou com 10 crianças e 10 padrinhos. Atualmente são 600 e o esforço que tem sido feito tem levado a que muitos destes meninos tenham capacidade para entrar no mercado de trabalho. Catarina Serra Lopes padrinhosdeportugal@gmail.com
Com 40€ mensais pode pagar as despesas de saúde, uma refeição diária, livros, cadernos, lápis, canetas, matrícula, propinas e farda, a uma criança de Moçambique que dificilmente o poderá fazer sem a sua dádiva.
De forma a potenciar a Associação e a encetar novos projetos, complementares ao apoio às crianças, os Padrinhos de Portugal aceitam contribuições esporádicas de empresas e particulares, sem ser necessário um apadrinhamento permanente. Para efeitos fiscais é passado um recibo ao abrigo da lei do mecenato
Contribua através: NIB - Número de Identificação Bancária 0010 0000 42292330001 85 IBAN - Numero Internacional de Conta Bancária PT50 0010 0000 4229 2330 0018 5 SWIFT/BIC BBPIPTPL

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D