Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

* Padrinhos de Portugal *

* Padrinhos de Portugal *

A Agência Lusa em Marracuene

A Agência Lusa esteve em Marracuene a fazer uma reportagem.
Aqui fica a descrição da Francisca Paulo.
 
"Catarina,
 
Juntamento com o Pedro e Fernando Peixeiro, da Agencia Lusa, chegámos ao centro e os meninos ainda tomavam o pequeno-almoço.
 
Enquanto Pedro fotografava a pequenada, Fernando conversou comigo e depois com Fortunato. Ambos, e em ocasiões diferentes, falámos do funcionamento do centro, como e quando começou relação com os padrinhos, o que os padrinhos pagam e como é aplicado (não individualmente mas no todo funcionamento do centro), a relação padrinhos/afilhados, das várias histórias de amor padrinhos/afilhados em que eu tenho tido o grato privilégio de participar e como elas interferem na vida da criança, se as crianças estão cientes da presença dos padrinhos nas suas vidas, o estado bruto em que temos estado a receber as crianças e como as estamos lapidando e os resultados que vamos verificando, etc.....
 
Foi tudo muito giro e, de certa forma emocionante, pois os mais pequenininhos (a maior parte dos quais os novos apadrinhados) vieram espontaneamente rodear-nos, segurar-nos as mãos e tudo o que pudessem e houve quem já não largasse mais a mão do Fernando.
 
Pronto, foi isto!
 
Bjs
F"

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Este projeto começou em Novembro de 2002, depois de ter estado dois meses a trabalhar como voluntária na Cidade da Beira, em Moçambique, junto de crianças extremamente carenciadas. A vontade de fazer algo mais e com uma maior continuidade, levou a que surgisse a ideia de montar um semi-internato no Alto da Manga, um bairro localizado no mato, acerca de quinze quilómetros da Cidade da Beira. Comecei por pedir a ajuda de um padre e de uma freira locais, que se responsabilizaram desde logo pela gestão do projeto no terreno, e iniciei então a seleção de dez crianças oriundas de famílias bastante desfavorecidas. O projeto começou com 10 crianças e 10 padrinhos. Atualmente são 600 e o esforço que tem sido feito tem levado a que muitos destes meninos tenham capacidade para entrar no mercado de trabalho. Catarina Serra Lopes padrinhosdeportugal@gmail.com
Com 40€ mensais pode pagar as despesas de saúde, uma refeição diária, livros, cadernos, lápis, canetas, matrícula, propinas e farda, a uma criança de Moçambique que dificilmente o poderá fazer sem a sua dádiva.
De forma a potenciar a Associação e a encetar novos projetos, complementares ao apoio às crianças, os Padrinhos de Portugal aceitam contribuições esporádicas de empresas e particulares, sem ser necessário um apadrinhamento permanente. Para efeitos fiscais é passado um recibo ao abrigo da lei do mecenato
Contribua através: NIB - Número de Identificação Bancária 0010 0000 42292330001 85 IBAN - Numero Internacional de Conta Bancária PT50 0010 0000 4229 2330 0018 5 SWIFT/BIC BBPIPTPL

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D