* Padrinhos de Portugal *

Novembro 13 2009
"Foi com alegria e agrado que no passado mês de Maio no ambito da expedição humanitária a Africa entitulada, Trans African Air 09 - Humanitarian Expedition, que me reuni em Maputo com a Francisca Paulo e o meu afilhado Arnaldo. Juntamente com eles estavam a mãe do meu afilhado, outro menino e o responsavel do centro de Marracuene. Durante este encontro, não só eu como todos os participantes no TAA09, tiveram a oportunidade de constatar realmente todo o excelente trabalho desenvolvido pelos Padrinhos de Portugal em Moçambique, nomeadamente em Marracuene. Desde esta reunião e falando como mentor dos projectos humanitários aereos em Africa, ficou como objectivo fundamental do TAA09 a cooperação dos pilotos envolvidos no projecto com os Padrinhos de Portugal, pois dois deles viajam periodicamente para Maputo. Enfim, constatamos que os Padrinhos de Portugal são uma organização de solidariedade humanitária de louvar e que o futuro desta organização será brilhante pois tem recursos humanos excelentes e o trabalho já desenvolvido é fantástico.
 
Um Bem Hajam
 
Pedro Venancio"
publicado por padrinhosdeportugal às 19:15

Maio 29 2009

A Agência Lusa esteve em Marracuene a fazer uma reportagem.
Aqui fica a descrição da Francisca Paulo.
 
"Catarina,
 
Juntamento com o Pedro e Fernando Peixeiro, da Agencia Lusa, chegámos ao centro e os meninos ainda tomavam o pequeno-almoço.
 
Enquanto Pedro fotografava a pequenada, Fernando conversou comigo e depois com Fortunato. Ambos, e em ocasiões diferentes, falámos do funcionamento do centro, como e quando começou relação com os padrinhos, o que os padrinhos pagam e como é aplicado (não individualmente mas no todo funcionamento do centro), a relação padrinhos/afilhados, das várias histórias de amor padrinhos/afilhados em que eu tenho tido o grato privilégio de participar e como elas interferem na vida da criança, se as crianças estão cientes da presença dos padrinhos nas suas vidas, o estado bruto em que temos estado a receber as crianças e como as estamos lapidando e os resultados que vamos verificando, etc.....
 
Foi tudo muito giro e, de certa forma emocionante, pois os mais pequenininhos (a maior parte dos quais os novos apadrinhados) vieram espontaneamente rodear-nos, segurar-nos as mãos e tudo o que pudessem e houve quem já não largasse mais a mão do Fernando.
 
Pronto, foi isto!
 
Bjs
F"

publicado por padrinhosdeportugal às 11:13

Maio 06 2009

«Aqui vai um pequeno relato da minha breve visita: adorei conhecer todo o projecto e sobretudo as pessoas que estão à frente dele, a dedicação e preocupação com que o fazem não é comum, conseguem autênticos milagres com recursos mínimos, e sobretudo preocupam-se realmente com aquelas crianças e dão-lhe carinho que é uma das coisas que mais me chocou em Moçambique é a falta de carinhos que todas as crianças têm por parte dos pais.

Mais uma vez queria agradecer pela forma calorosa como nos receberam e pelo cuidado que têm por todas essas crianças tão carenciadas de tudo.

Um grande beijinho a todas essas pessoas maravilhosas que trabalham em Marracuene e que tornam a vida destas crianças melhor e mais feliz.»

Madrinha Ana e Familia

publicado por padrinhosdeportugal às 16:27

Janeiro 09 2009

Para mim foi um imenso privilégio ter estado na festa de Natal dos meninos apadrinhados pelos Padrinhos de Portugal e ter conhecido a minha afilhada, a pequena Vitória Mazuze e a sua mãe. Fiquei muito emocionada pela forma como me receberam, cantando um muito afectuoso "Bem-vinda madrinha Conceição".

A festa foi muito bonita, os meninos cantaram e dançaram muito. Cantaram em português e em dialecto e por várias vezes agradeceram o facto de terem a sorte de ter um padrinho ou uma madrinha dos Padrinhos de Portugal.

A todos os padrinhos eu quero transmitir a ideia de que os meninos estão bem cuidados e de que existe disciplina, educação e uma real preocupação com o bem-estar das crianças. Nota-se que há muito trabalho e trabalho persistente dos monitores, de todos eles sem distinguir nenhum e, nomeadamente muito trabalho e dedicação da Francisca Paulo.

Em relação às necessidades dos meninos, o que me foi transmitido, embora eu já tivesse essa ideia, é que os meninos precisam muito de roupa de todos os dias, roupa interior, por exemplo cuecas, tanto para menino como para menina, t-shirts, calções/shorts, jeans, chinelas, tipo havaianas, que o calor lá é sempre imenso.

Como foi oferecido ao centro por uma benfeitora um leitor de DVD, os meninos precisam de dvd's de tudo o que seja adequado às suas idades – dos 4 aos 14 anos -, todas as histórias infantis, programas e jogos pedagógicos e didácticos, tudo o que lhes dê horizontes e mundo e os estimule e ajude a crescer como crianças, para que em adultos possam ter uma vida melhor para eles e para a comunidade em que estão inseridos.

Finalmente e enquanto uma das madrinhas quero que todos os padrinhos sintam como é importante que se interessem e participem activamente, embora sempre à distância, na vida e no crescimento dos seus afilhados e de como eles vos estão imensamente gratos pela ajuda que lhes dão e de como isso faz toda diferença entre o antes e o depois nas suas jovens vidas. Para esse efeito contactem a Francisca Paulo, que está sempre disponível para contribuir para a aproximação entre afilhados e padrinhos.

Que cada menino seja para cada padrinho uma história de amor sem limite, como aconteceu entre mim e a minha pequenina Vitória.

Bem-haja Catarina pela sua associação e bem-hajam todos os padrinhos pela vossa generosidade.

Conceição Azevedo

 

publicado por padrinhosdeportugal às 10:19

Outubro 28 2008

Foi com grande alegria que recebi a foto da Laila com a mochila que lhe enviei. Se sentia orgulho em participar neste projecto muito mais orgulhosa fiquei por sentir que ele está a funcionar como eu esperava. Parabéns.

A prendinha de Natal seguirá posteriormente e devidamente identificada tal como nos foi solicitado.

Como sei que muitos meninos não têm padrinhos acha que seria boa ideia enviar mais prendas que pudessem ser distribuídas aleatoriamente às outras crianças por vocês? Já que o Natal é uma época especial acho que se os padrinhos se juntassem e cada um de nós enviasse 3 ou 4 prendas conseguiriamos enviar prendas para todos. O que acham?

Madrinha Susana Vieira

publicado por padrinhosdeportugal às 23:32

Outubro 01 2008

Olá Catarina,

venho agradecer-lhe e contar-lhe sobre a minha experiência em Marracuene, que foi muito boa!
A senhora que está a ajudá-la neste projecto, Francisca Paulo, foi extremamente simpática e organizou-se de forma a levar-me ao centro no dia em que me era possível. Quando lá cheguei fiquei muito emocionada pois, apesar de ser um sábado, estavam lá cerca de 60 crianças, a cantar as boas-vindas... adorei conhecê-los! A alegria e o sorriso deles são contagiantes! Que bom que foi perceber que a nossa ajuda financeira faz toda a diferença na vida destas crianças!
Como tinha combinado, com uns amigos, passar o dia na praia de Macaneta, pedi à Francisca que perguntasse à tia da minha afilhada se ela poderia passar o dia connosco e ela concordou. Quando as outras crianças se aperceberam, sobretudo umas amigas da Epifânea, também queriam ir, não percebiam porque é que a levava só a ela. Pareceu-me que as crianças não têm muito a noção de “padrinho” ou “madrinha”, talvez pelo pouco contacto que têm com os respectivos padrinhos, o que é pena, pois tão importante como a ajuda financeira, é a relação que se pode criar com estas crianças e o impacto que isso pode ter nas vidas deles.
O meu contacto com a Epifânea foi espectacular, adorei conhecê-la! Ela é muito querida e pareceu-me que gostou muito do dia que passámos juntas. Pareceu-me também muito carente e fiquei impressionada com a rotina dela, apesar de ter 8 anos levanta-se às 5h30 e ajuda a tia a  dar banho aos primos e a arrumar a casa e só depois vai para o centro. Apercebi-me, através da Francisca, que o facto de as crianças frequentarem o centro, ajuda a que os pais aceitem que estes vão à escola e evita que os usem para trabalhar em casa e na machamba (agricultura), durante o dia.
Depois do que vi em Marracuene fiquei ainda mais convencida da importância desta sua iniciativa e dou-lhe os parabéns por isso!
Envio algumas fotos que tirei …
Um abraço,
Sílvia Martins

   

publicado por padrinhosdeportugal às 12:38

Com 40 euros por mês pode pagar as despesas de saúde, uma refeição diária, livros, cadernos, lápis, canetas, matricula, propinas e farda, a uma criança de Moçambique que dificilmente o poderá f
Podcast Padrinhos de Portugal
Godparents of Portugal

Este projecto começou em Novembro de 2002, depois de ter estado dois meses a trabalhar como voluntária na Cidade da Beira, em Moçambique, junto de crianças extremamente carenciadas. A vontade de fazer algo mais e com uma maior continuidade, levou a que surgisse a ideia de montar um semi-internato no Alto da Manga, um bairro localizado no mato, acerca de quinze quilómetros da Cidade da Beira.
Comecei por pedir a ajuda de um padre e de uma freira locais, que se responsabilizaram desde logo pela gestão do projecto no terreno, e iniciei então a selecção de dez crianças oriundas de familias bastante desfavorecidas.
O projecto começou com 10 crianças e 10 padrinhos. Actualmente são 600.
Catarina Serra Lopes
padrinhosdeportugal@gmail.com
Com 40 euros mensais pode pagar as despesas de saúde, uma refeição diária, livros, cadernos, lápis, canetas, matricula, propinas e farda, a uma criança de Moçambique que dificilmente o poderá fazer sem a sua dádiva.

De forma a potenciar a Associação e a encetar novos projectos, complementares ao apoio às crianças, os Padrinhos de Portugal aceitam contribuições esporádicas de empresas e particulares, sem ser necessário um apadrinhamento permanente. Para efeitos fiscais é passado um recibo ao abrigo da lei do mecenato. Contribua através do NIB - Número de Identificação Bancária 0010 0000 42292330001 85 IBAN - Numero Internacional de Conta Bancária PT50 0010 0000 4229 2330 0018 5 SWIFT/BIC BBPIPTPL
pesquisar
 
Add to Technorati Favorites
blogs SAPO